Face Oculta

PS recusa hipótese de Sócrates dar explicações sobre escutas


 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Fev de 2010, 09:49

O PS recusou esta terça-feira a hipótese de o primeiro-ministro dar explicações sobre as escutas do processo "Face Oculta", alegando que tal seria pactuar com um crime, e adiantou que proporá audições sobre o estado da comunicação social
"O primeiro-ministro não tem que fazer considerações sobre conversas privadas, que deveriam ter permanecido no foro privado e que apenas foram divulgadas de forma parcelar e descontextualizada", reagiu o presidente do Grupo Parlamentar do PS, Francisco Assis, em conferência de imprensa, depois de interrogado se José Sócrates deveria ser ouvido na Assembleia da República sobre o caso TVI.

Ainda numa referência às escutas do processo "Face Oculta", sexta-feira divulgadas pelo semanário "Sol", Francisco Assis advogou que nessas conversas "não sabemos verdadeiramente o que as pessoas estavam a dizer, o que queriam dizer e a quem se estavam a referir".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.