Projeto comunitário nos Açores promove a saúde e a inclusão social

Projeto comunitário nos Açores promove a saúde e a inclusão social

 

Lusa/AO Online   Regional   17 de Mai de 2016, 10:15

Um projeto comunitário vai disponibilizar gratuitamente atividades físicas aos residentes de São Pedro, em Ponta Delgada,envolvendo ainda a população em várias atividades para promover a inclusão social através do exercício físico e mental.

 

“Este projeto não é exclusivamente para esta freguesia, mas focou-se nela, porque fizemos um diagnóstico e constatámos que existiam sérias lacunas em relação a programas que promovam a saúde física e mental, e a inclusão social”, afirmou à agência Lusa Filipe Alegria, um dos promotores do projeto “Filhos da Comunidade”, que hoje é apresentado na Junta de Freguesia.

"Filhos da Comunidade", projetado por dois jovens licenciados, quer intervir através de várias iniciativas e ações de adesão voluntária junto de grupos de "maior vulnerabilidade social e educativa".

"Nesta freguesia notam-se grandes discrepâncias económico-sociais, justificou Filipe Alegria, indicando que o projeto "Filhos da Comunidade" foi também desenvolvido por uma psicóloga.

Filipe Alegria, licenciado em Condição Física e Saúde, explicou que o projeto vai atuar em três áreas distintas, uma na comunidade, outra na parte do exercício e também na formação complementar.

"Na área do exercício, visa a promoção da saúde, melhorando a condição física dos participantes, o seu bem-estar psíquico e social, e, em simultâneo, proporcionar o desenvolvimento motor harmonioso, através da prática de várias modalidades", sublinhou.

Vão ser disponibilizados cinco programas adaptados a várias faixas etárias, desde os 7 aos 80 anos, com atividades desde a dança acrobática à ginástica sénior, passando pela ‘street dance’ e danças de salão, atividades que permitem desenvolver capacidades ao nível "motor e cognitivo"

“Os residentes na freguesia não vão ter um custo associado à mensalidade das atividades, enquanto os não residentes terão preços acessíveis e pacotes especiais”, explicou, salientando que a ideia é tornar a atividade física e mental num hábito quotidiano.

O projeto pretende, também, desenvolver oportunidades de empregabilidade junto dos jovens "dotados de competências técnico-artísticas" e promover o exercício de cidadania, alertando para "a igualdade de oportunidades e a inclusão social”, com folhetos informativos, workshops e outras ações.

O projeto conta com apoios da Direção Regional da Juventude, Junta de Freguesia e Centro Paroquial e Social de São Pedro.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.