Programa e.escola custou 854 ME


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Mar de 2010, 17:40

O presidente da Fundação para as Comunicações Móveis (FCM), Mário Franco, afirmou esta terça-feira que o programa e.escola custou cerca de 854 milhões de euros desde que foi criado e até Setembro de 2009.
"Temos avaliado para o programa e.escola um custo, até Setembro de 2009, de verbas de cerca de 854 milhões de euros", afirmou Mário Franco durante uma audição na comissão parlamentar de de inquérito à FCM.

O presidente da FCM, que respondia ao deputado social-democrata Jorge Costa, explicou que deste montante 373 milhões de euros correspondem ao contributo dos operadores de telecomunicações, 256 milhões de euros ao contributo dos beneficiários do programa e.escola e 225 milhões ao contributo do Estado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.