Procura de turistas britânicos por Portugal não diminuiu

 Procura de turistas britânicos por Portugal não diminuiu

 

Lusa/AO online   Economia   14 de Jul de 2016, 17:59

A procura de turistas britânicos por Portugal, cujo número cresceu este ano a um ritmo recorde, não diminuiu, apesar do referendo que votou a saída do Reino Unido da União Europeia, afirmou a secretária de Estado do Turismo.

 

"Não houve um abrandamento da procura no seguimento do 'Brexit' [saída do Reino Unido da UE]", garantiu Ana Mendes Godinho à agência Lusa, que esteve no país para uma série de encontros com operadores turísticos, representantes de companhias aéreas e associações de agências de viagens.

A governante afirmou que existe um "grande ponto de interrogação" sobre o impacto das negociações e das políticas que forem implementadas.

Porém, disse que é preciso manter a "serenidade" e acompanhar a evolução do mercado "em diálogo permanente com os operadores", e mantém "perspetiva positivas" sobre o futuro.

"Os ingleses não deixaram de passar férias e vão sempre passar férias", disse.

Nos primeiros quatro meses deste ano, o número de turistas disparou 19,2% em relação ao período homólogo de 2015, quando já tinha aumentado 8,7%, adiantou.

Este é um resultado do aumento da capacidade aérea para Portugal, não só de Londres mas de outros aeroportos britânicos.

Segundo Ana Mendes Godinho, Portugal é valorizado como um destino turístico, enfatizou, não só pelo clima, mas também pela hospitalidade, beleza e segurança.

A secretária de Estado do Turismo falava após a reunião, que visou consultar parceiros para a criação da Estratégia Turismo 2027 (ET27), que pretende, segundo um comunicado emitido hoje, "identificar prioridades e opções e promover a integração das políticas setoriais que influenciam a atividade do turismo e assegurar uma estabilidade nas políticas públicas do turismo até 2027."

Algarve, Madeira e Lisboa continuam a ser as zonas mais populares, mas hoje os operadores transmitiram o desejo de ter mais informação sobre outras regiões menos conhecidas.

Quanto ao Algarve em particular, há a vontade de combater a sazonalidade e explorar a região como um destino de inverno, que oferece também eventos culturais e turismo de natureza, como caminhadas e percurso de bicicleta.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.