Prisão preventiva para suspeito de abuso sexual de bebé que morreu nos Açores

Prisão preventiva para suspeito de abuso sexual de bebé que morreu nos Açores

 

AOnline/LUSA   Regional   19 de Dez de 2015, 18:46

O homem suspeito de abusar sexualmente de um bebé, no Nordeste, ilha de São Miguel, que acabou por morrer, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse à Lusa fonte policial.

O arguido, de 27 anos, padrasto do bebé, foi presente a primeiro interrogatório judicial hoje, tendo o juiz de instrução criminal determinado a medida de coação mais gravosa.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, na noite de sexta-feira, um homem suspeito de abuso sexual de um bebé que “deu entrada no hospital já sem vida”, afirmou a fonte policial.

A mesma fonte adiantou que "a PJ foi contactada pelo hospital" do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, que comunicou a entrada, "ao final da tarde de sexta-feira, de uma criança de 2 anos já sem vida em paragem cardiorrespiratória”, que “teria sido vítima de abusos sexuais", alegadamente por "um elemento do seu agregado familiar".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.