Principal organizador de atentados em Paris e Bruxelas em lista norte-americana de terroristas


 

Lusa/AO online   Internacional   17 de Ago de 2017, 16:28

Os Estados Unidos colocaram o presumível principal planificador dos atentados terroristas de Paris e Bruxelas, conhecido pelo falso nome de Ahmad Alkhald, na sua lista de "terroristas internacionais", anunciou o Departamento de Estado.


A decisão visa impedir o seu acesso "aos recursos necessários para planificar e dirigir outros ataques terroristas", impondo o congelamento de todos os seus bens e interesses que se encontrem sob jurisdição norte-americana e proibindo qualquer negócio com cidadãos norte-americanos, adiantou em comunicado.

Alkhald, responsável sírio do grupo extremista Estado Islâmico e que se encontrará atualmente na Síria, é suspeito de ter sido o principal organizador das células que mataram 130 pessoas a 13 de novembro de 2015 em Paris e 32 a 22 de março de 2016 em Bruxelas.

É alvo de um mandado de detenção francês.

"Alkhald deslocou-se à Europa, onde ajudou a planificar os atentados de Paris e a fabricar os cintos explosivos", indica o Departamento de Estado. Entrou em setembro de 2015 com um falso passaporte através da ilha grega de Leros, entre os refugiados sírios que chegavam à Europa.

"Após regressar à Síria, pouco depois dos atentados de Paris, Alkhald continuou a dirigir os operacionais do Estado Islâmico na Europa no fabrico das bombas utilizadas nos atentados de Bruxelas", adianta.

Washington colocou ainda na lista de "terroristas internacionais" um alto responsável do Estado Islâmico, Abou Yahya al-Iraki, suspeito de "ter um papel-chave na segurança" do líder do grupo 'jihadista', Abou Barkr al-Baghdadi.

Segundo o comunicado, também fiscaliza "a segurança do Estado Islâmico no Iraque e na Síria".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.