Instituto de Apoio à Criança recebe Prémio Direitos Humanos 2014 do parlamento


 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Nov de 2014, 18:41

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) vai receber este ano o Prémio Direitos Humanos 2014 atribuído pela Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias da Assembleia da República, foi hoje anunciado.

De acordo com um comunicado da Assembleia da República, o júri atribuiu ainda uma medalha de ouro, comemorativa dos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, ao Serviço Jesuíta aos Refugiados e a Maria Regina Tavares da Silva.

O júri (os deputados Fernando Negrão, presidente, Guilherme Silva, PSD, Maria de Belém Roseira, PS, Telmo Correia, CDS-PP, António Filipe, PCP, Cecília Honório, BE, e José Luís Ferreira, PEV) justifica o prémio pela contribuição do IAC “para o desenvolvimento integral da criança, na defesa e promoção dos seus direitos nas diferentes áreas”.

O Serviço Jesuíta aos Refugiados “desenvolve uma forte ação no terreno, na defesa dos direitos e na integração da população imigrante em situação de grande vulnerabilidade”, e Maria Regina Tavares da Silva é “uma presença incontornável, desde os anos 70”, na intervenção pelos direitos das mulheres e da igualdade de género, diz também o júri.

A entrega de prémios está marcada para dia 10 de dezembro, no salão nobre do Palácio de S. Bento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.