Junta de São Roque pede vigilância para praia onde morreu banhista

Junta de São Roque pede vigilância para praia onde morreu banhista

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Ago de 2015, 07:20

A junta de freguesia de São Roque, Ponta Delgada, pediu hoje a colocação de um nadador salvador na praia não vigiada onde na quinta-feira morreu um homem.

"Pensamos que a colocação de um nadador salvador na Praia [de São Roque] é essencial. Se essa decisão não for tomada pela Câmara e Capitania nós assumiremos essas responsabilidades, na defesa do bem-estar dos nossos cidadãos e daqueles que nos visitam", lê-se num comunicado da junta.

No texto, a autarquia sublinha que a praia de São Roque é "de grande importância para a freguesia, quer para os seus habitantes quer para os inúmeros turistas que a procuram", mas em especial quem ali vive, "por questões afetivas e de proximidade".

"Por esses motivos, a junta efetuou, no ano passado e este ano, diversos melhoramentos na praia, nomeadamente nos acessos, na construção de dois duches, de três lava-pés nas saídas da praia e na construção de um corrimão de madeira garantindo mais segurança no acesso. E fizemos tudo isso – bem como a colocação de cerca de uma dezena de caixotes de lixo – apesar de a praia não ser da nossa jurisdição e dessas obras serem responsabilidade de outras entidades", acrescenta no mesmo texto.

Um homem morreu na quarta-feira na praia de São Roque, concelho de Ponta Delgada, nos Açores, quando nadava no mar, disse à Lusa fonte dos bombeiros da cidade.

A mesma fonte explicou que, segundo relatos de testemunhas, algumas pessoas que estavam no areal, junto à igreja da freguesia de São Roque, repararam que o homem estava a boiar há alguns minutos sem qualquer reação, tendo sido frequentadores da praia que o retiraram da água.

Dois enfermeiros que estavam na praia tentaram reanimar o homem, que estava em paragem cardiorrespiratória, até à chegada dos bombeiros, que enviaram para o local uma ambulância e uma viatura SIV (suporte imediato de vida) e prosseguiram com as "manobras de reanimação", segundo a mesma fonte.

O homem ainda foi levado para o hospital de Ponta Delgada, onde foi confirmado o óbito, segundo os bombeiros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.