Presidente da República incentiva jovens que se destacaram em recuperação escolar

Presidente da República incentiva jovens que se destacaram em recuperação escolar

 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Jul de 2016, 10:32

O Presidente da República incentivou hoje um grupo de alunos a nunca desistirem e a esforçarem-se para superar obstáculos, comparando-os mesmo à seleção nacional de futebol, que, no domingo, disputa a final do Europeu, em França.

 

Marcelo Rebelo de Sousa falava no Palácio de Belém, onde recebeu 53 jovens integrados na associação EPIS, de recuperação de alunos em risco de abandono escolar, e com quem conviveu durante a tarde de hoje.

Depois de fotografias e de momentos de descontração, o Presidente afirmou que, enquanto estudantes, todos têm momentos de desânimo, mas que é possível olhar para a frente e superar-se a si próprio.

A dois dias do final do campeonato europeu de futebol, que Portugal disputa no domingo, com a França, Marcelo Rebelo de Sousa fez um paralelismo entre o percurso dos jovens ali presentes, os que mais se destacaram no programa EPIS, e a seleção de futebol, que muitos disseram também que não ia conseguir e que agora está na final.

"A nossa vida é a mesma coisa. O essencial é o esforço que fizeram", disse Marcelo aos jovens, que, antes, já lhe tinham deixado um "recado" de incentivo para levar à seleção.

O Presidente disse ainda que, neste tempo em que foram acompanhados pela associação EPIS, cresceram, porque foram acompanhados mas forem eles mesmo que ultrapassaram as dificuldades. E lembrou "com orgulho" os momentos em que também ele, como professor, ajudou outros com as suas palavras.

Os jovens responderam com palmas, muitas solicitações de fotografias e emoção, explicando ao Presidente que são de escolas de todo o país e, que graças à associação e ao acompanhamento que tiveram, quiseram subir as notas e pensar no futuro.

É o caso de Alice, do 8.º ano, que, de "quatro ou cinco negativas", passou a uma, com o apoio da professora Albertina. "Não gostava da escola, tinha dificuldade em gerir o tempo para estudar, não acreditava muito nela", disse a professora.

Hoje Alice esteve em Belém, integrada no grupo dos alunos que mais se destacaram no programa, depois de uma semana em que ela e os outros visitaram várias empresas, um prémio por bom desempenho escolar.

Integrados na associação EPIS estão, ao todo, 7.129 estudantes, de 166 escolas públicas, apoiados por 159 profissionais. São todos jovens com um perfil de risco de abandono ou de insucesso escolar, resultante da desmotivação e baixo rendimento nas salas de aula.

A EPIS - Empresários pela Inclusão Social foi criada há dez anos, por um grupo de 112 empresários, e tem como missão combater o insucesso e o abandono escolar, criando e desenvolvendo programas específicos.

Tem, atualmente, mais de 350 empresas associadas e é o maior parceiro privado do Ministério da Educação, do Instituto de Emprego e Formação Profissional e dos Governos Regionais dos Açores e da Madeira. Desde maio é dirigida pelo advogado e político (ex-ministro e eurodeputado) António Vitorino.

Desde o início dos programas da EPIS foram acompanhados mais de 18 mil alunos, em três centenas de escolas, de 26 concelhos de todo o continente e de cinco ilhas das regiões autónomas.

Na tarde de hoje, meia centena foi dar o seu testemunho ao Presidente. E quando Marcelo viu alguns deles a chorar, consolou-os assim: "É chorar de alegria, como vamos todos chorar no domingo".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.