Prémio de Voluntariado Universitário distingue projetos de estudantes


 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Nov de 2016, 10:28

O programa Santander Universidades lançou um prémio que visa recompensar o esforço dos estudantes universitários envolvidos em ações de voluntariado, distinguindo os três melhores projetos com prémios entre os dois e os cinco mil euros.

Os estudantes podem candidatar-se ao Prémio de Voluntariado Universitário até ao dia 18 de novembro, informa em comunicado o Banco Santander Totta, que desde 2003 promove o apoio ao conhecimento e ensino superior, através do programa Santander Universidades.

Segundo a instituição, o prémio pretende distinguir e apoiar as “melhores práticas de voluntariado universitário”, atribuindo aos três melhores projetos prémios no valor de 5.000 para o primeiro lugar, de 3.000 euros para o segundo e de 2.000 euros para o terceiro.

O prémio, que será entregue até ao final do ano, visa “incentivar a prática de uma cidadania ativa através do voluntariado e recompensar o esforço dos jovens mais envolvidos”, mas também contribuir para “uma sociedade mais justa e equitativa” através da sensibilização e divulgação do voluntariado junto da comunidade do ensino superior, adianta.

Podem candidatar-se ao prémio os jovens universitários que promovam atividades de voluntariado, tenham experiência comprovada de, pelo menos, um ano em atividades de voluntariado e representem uma entidade legalmente constituída.

Na cerimónia de lançamento do prémio, que decorreu hoje em Lisboa, foram apresentados três projetos de voluntariado universitário que já estão em curso e que servem de exemplo para o tipo de iniciativas que a instituição pretende apoiar.

Os projetos de solidariedade apresentados foram o ‘SolidarISA’, dos Estudantes do Instituto Superior de Agronomia, o ‘Saúde Porta a Porta’, da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa, e ‘Voluntariado na Universidade’, da Universidade do Porto.

Iniciado em 2011, o “SolidarISA” apoia os mais necessitados, revertendo os benefícios resultantes das atividades agrícolas desenvolvidas nos terrenos do Instituto Superior de Agronomia, quer sejam bens alimentícios ou dinheiro

Desde o lançamento e até ao final deste ano, o valor da entrega de bens atingirá cerca de 50 mil euros.

O ‘Saúde Porta a Porta’ tem como objetivo colmatar as lacunas existentes no acesso aos cuidados básicos de saúde dos idosos mais carenciados de Lisboa,

Participam atualmente no projeto, 79 voluntários que apoiam 37 idosos carenciados nas freguesias de Campo de Ourique e da Estrela

Já o projeto de voluntariado na Universidade do Porto apoia e promove diversas atividades, contando já com mais de 2.000 voluntários.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.