Leite

Preço do leite deve manter-se apesar da indústria estar "espremida até ao limite"


 

Lusa/AO online   Economia   22 de Dez de 2011, 14:10

O leite é um dos produtos que deve manter o mesmo preço em 2012, para travar a retracção do consumo, apesar do aumento dos custos estar a “espremer” produtores e industriais até ao limite, segundo a ANIL.
O secretário-geral da Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL), Pedro Pimentel, disse à Lusa que os custos de produção se agravaram já em 2011, sem que tenha havido repercussão no preço de venda à grande distribuição, devido ao impacto no consumo.

“As empresas têm uma preocupação muito clara: conter qualquer aumento de custos. As grandes superfícies estão a ser muito exigentes com os seus fornecedores e a possibilidade de haver aumentos é muito reduzida, pelo menos no primeiro trimestre”, afirmou.

Pedro Pimentel adiantou que, apesar do leite não ter sofrido um aumento do IVA, a indústria tem sido penalizada com custos fiscais indirectos como, por exemplo, a introdução de portagens nas ex-SCUT que fez subir o preço dos transportes no interior do país.

Mas a conjuntura negativa de evolução do consumo impede grandes mexidas nos preços.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.