Energia

Portugal diminuiu consumo de electricidade em 2009

Portugal diminuiu consumo de electricidade em 2009

 

Lusa / AO online   Economia   6 de Jan de 2010, 14:52

A Quercus fez a análise dos dados de consumo de electricidade em 2009 e concluiu que, apesar de ter havido uma redução, o país tem menos eficiência energética.
"Entre os aspectos pertinentes da análise efectuada está o facto de o consumo de electricidade ter decrescido, mas a um ritmo mais lento do que o Produto Interno Bruto (PIB)", refere a Quercus em comunicado.

Conforme explicam os ambientalistas, em resultado do abrandamento da actividade económica, o PIB deverá contrair-se na ordem dos três por cento em 2009, relativamente a 2008, ao passo que o consumo de electricidade apenas se reduziu em 1,4 por cento.

A relação entre o consumo de electricidade e o PIB denomina-se por intensidade energética (neste caso limitada à electricidade) e é um indicador de eficiência.

"À excepção de 2007, Portugal não tem conseguido inverter esta tendência. Isto é, continua a precisar de mais electricidade para produzir uma unidade de riqueza".

No entender da Quercus, esta redução do consumo deveu-se a ao abrandamento da actividade económica, ao clima ameno que se verificou, a uma maior conservação de energia no sector doméstico e serviços devido à mudança de comportamentos e à maior eficiência energética dos novos equipamentos.

Relativamente às renováveis, a Quercus afirma que o valor real da percentagem de electricidade produzida a partir de fontes renováveis foi de 36,5 por cento (por comparação com 27,8% em 2008), "um aumento muito significativo".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.