Penelope Curtis vai dirigir o Museu Calouste Gulbenkian


 

Lusa/AO online   Nacional   31 de Mar de 2015, 16:32

A historiadora britânica de arte Penelope Curtis, 53 anos, vai assumir a direção do Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a partir do outono deste ano, anunciou a Fundação Calouste Gulbenkian.

Penelope Curtis, atual diretora da galeria Tate Britain, em Londres, cargo que iniciou em abril de 2010, foi escolhida pelo júri de um concurso internacional, que a Gulbenkian lançou em novembro do ano passado.

A historiadora, especialista em escultura histórica e contemporânea, vai suceder a João Castel-Branco Pereira, 68 anos, que foi diretor do Museu Calouste Gulbenkian entre 2008 e 2014, altura em que anunciou a aposentação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.