Pelo menos 70 hotéis fecharam na Tunísia desde setembro devido a ataques jihadistas

Pelo menos 70 hotéis fecharam na Tunísia desde setembro devido a ataques jihadistas

 

Lusa/AO Online   Economia   18 de Out de 2015, 18:03

Pelo menos 70 hotéis fecharam na Tunísia desde setembro, após dois ataques jihadistas mortais contra turistas estrangeiros, esperando-se que outros venham a encerrar, disse hoje um dirigente do setor hoteleiro tunisino.

“A situação é muito preocupante”, disse à rádio privada Mosaique FM o líder da Federação Tunisina de Hotéis, Radhouane Ben Salah.

"Com as reservas em menos de 20%, 70 hotéis tiveram de fechar desde setembro devido à falta de clientes e espera-se que outros possam fazer o mesmo”, salientou.

Ben Salah disse, ainda, que espera que o desemprego venha a aumentar.

O desemprego no setor hoteleiro já está em quase 30%, atinge sobretudo os jovens, e um em cada seis tunisinos vive abaixo do limiar de pobreza.

O setor do turismo na Tunísia é fundamental e representa 10% do Produto Interno Bruto do país, além de empregar 400.000 pessoas, direta ou indiretamente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.