PCP lamenta morte de Paulo Valadão, histórico do partido nos Açores

PCP lamenta morte de Paulo Valadão, histórico do partido nos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   23 de Nov de 2017, 10:25

O PCP lamentou hoje a morte de Paulo Valadão, um histórico do partido nos Açores, que foi deputado da Assembleia Legislativa Regional quatro mandatos e era atualmente vereador na Câmara de Santa Cruz das Flores.


Numa nota enviada à agência Lusa, a Direção da Organização da Região Autónoma dos Açores (DORAA) do PCP “lamenta profundamente o prematuro e inesperado desaparecimento deste seu empenhado e ativo membro”, apresentando “sentidas condolências a toda a família de Paulo Valadão”, que morreu na quarta-feira à tarde vítima de paragem cardiorrespiratória.

Na mesma nota, a DORAA “envia um fraterno abraço solidário ao deputado regional do PCP, João Paulo Corvelo, sobrinho de Paulo Valadão, e manifesta “sentida solidariedade a todos os militantes do PCP e ativistas da CDU da ilha das Flores” que recentemente participaram numa “excelente e vitoriosa campanha autárquica” no concelho.

Paulo Valadão, de 68 anos, era membro da DORAA desde 1976 e responsável pela organização do partido na ilha das Flores.

Professor primário e médico veterinário, iniciou a sua vida profissional como professor, passando, a partir de 1978, a exercer medicina veterinária nas Flores.

Segundo a DORAA, a ligação de Paulo Valadão ao PCP data de 1974, tendo trabalhado “intensamente na construção da organização” do partido nesta ilha, associando “sempre esse trabalho político à denuncia das situações negativas e à apresentação de justas reivindicações que visavam enfrentar e resolver sérios problemas” nas Flores e ainda no Corvo.

“Foram anos intensos de ação política, esclarecimento e reivindicação”, adianta o partido, referindo que “esta intensa atividade criou uma base social de apoio às posições da CDU, que se materializou em apoio político” e “permitiu a eleição de Paulo Valadão como deputado regional do PCP em outubro de 1988”, o que sucedeu mais três vezes, até 2004.

Paulo Valadão foi também presidente da Junta de Freguesia dos Cedros e em vários mandatos membro da Assembleia Municipal de Santa Cruz das Flores.

“O contributo de Paulo Valadão para a luta do PCP e da CDU nos Açores, no plano político regional geral e no plano institucional, foi de uma enorme importância, quer para a normalização da vida democrática, quer para a clarificação do funcionamento do sistema autonómico, quer para a criação de mecanismos justos de compensação pelos custos da insularidade, quer ainda para a dignificação, valorização e resolução de problemas muito agudos na ilha das Flores e outras ilhas muito isoladas”, acrescenta a nota do PCP.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.