Política

PCP defende "intervenção de fundo" no Porto da Casa

PCP defende "intervenção de fundo" no Porto da Casa

 

Lusa / AO online   Regional   4 de Ago de 2010, 17:43

O líder do PCP/Açores, Aníbal Pires, defendeu esta quarta-feira uma "intervenção de fundo" no Porto da Casa, no Corvo, para resolver a "falta de capacidade de resposta" daquela estrutura na mais pequena ilha açoriana.
“A intervenção estrutural no Porto da Casa, nomeadamente no que se refere a espaços para embarque e desembarque de passageiros e de géneros, está adiada”, afirmou Aníbal Pires em declarações à Lusa no final de uma visita de três dias ao Corvo.

Segundo o dirigente e deputado regional do PCP/Açores, o porto do Corvo "não tem capacidade de resposta para atracagem de embarcações" face ao "aumento do número de barcos de pesca e de recreio" registado nos últimos anos, defendendo ainda que "não dispõe de condições" para embarque e desembarque de passageiros e bens.

“Os géneros, principalmente os perecíveis, chegam ao Corvo em muito más condições. O Porto da Casa não tem condições de atracagem de embarcações”, frisou, recordando “a situação de perigo vivida no último inverno, aquando da tentativa de atracagem de um barco para reposição de alguns bens que entraram em ruptura" na ilha.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.