Paulo Núncio espera consenso político e partidário de apoio à reforma

Paulo Núncio espera consenso político e partidário de apoio à reforma

 

Lusa/AO Online   Nacional   2 de Set de 2014, 13:46

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, disse hoje esperar que apoio social consensual à reforma do IRS possa também ser gerado e construído ao nível político e partidário.

"Após o Governo apresentar a proposta de reforma do IRS no Parlamento, iniciaremos negociações com as várias forças políticas e o principal partido da oposição (...) espero que, como aconteceu no IRC, a reforma do IRS beneficie de um consenso social e político o mais alargado possível", disse.

O governante falava aos jornalistas no âmbito da consulta pública do anteprojeto da Comissão de Reforma do IRS, que termina no final do mês, e depois de reuniões com o secretário-geral da Cotec Portugal, Daniel Bessa, e com o bastonário da Ordem dos Economistas, Rui Leão Martinho.

Para Paulo Núncio, a reforma é "fundamental" para alterar o paradigma do IRS em Portugal, de forma a que o país beneficie "de um IRS mais simples, mais amigo do investimento e do empreendedorismo e das famílias".

Questionado pelos jornalistas, o secretário de Estado voltou a remeter qualquer tomada de decisão do Executivo relativamente a esta reforma para 01 de outubro, altura em que se conclui o período de consulta pública do anteprojeto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.