Parlamento sugere dez medidas para mitigar alterações climáticas

Parlamento sugere dez medidas para mitigar alterações climáticas

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   11 de Dez de 2014, 17:46

O parlamento aprovou, por unanimidade, uma proposta de resolução do CDS-PP que defende a adoção, por parte do Governo Regional, de dez medidas para mitigar as alterações climáticas no arquipélago.

A resolução, apresentada pelo deputado Félix Rodrigues, recomenda medidas ao executivo socialista da região autónoma para minimizar as eventuais consequências do aquecimento global e da concentração de gases com efeito de estufa.

"É certo que já há trabalho feito no arquipélago dos Açores que visa a mitigação das alterações climáticas, como a incorporação de energias renováveis na rede elétrica das ilhas, mas, mesmo assim, ainda muito falta fazer", sublinhou o deputado do CDS-PP, para quem são necessárias medidas de "adaptação nas diversas ilhas".

Félix Rodrigues lembrou que os Açores têm uma grande "dependência" do petróleo e do gás, o que torna os consumidores e as empresas "vulneráveis a choques de preços prejudiciais e dispendiosos", o que poderá constituir uma "ameaça à economia".

O aumento das tempestades, previsto por vários especialistas mundiais, poderá também causar um "aumento do número de dias de isolamento das ilhas", no entender do CDS-PP, que defende uma maior aposta nas energias renováveis.

O partido preconiza, por isso, a elaboração de planos de ordenamento de ilha, com o propósito da salvaguarda dos solos e da qualidade da água, e a implementação de uma rede de monitorização regional de mosquitos, para evitar a propagação de doenças como o dengue e a malária.

O CDS/PP defende ainda a instalação de uma Central Geotérmica na ilha Terceira e a investigação do potencial geotérmico nas ilhas do Faial e do Pico e ainda a recuperação dos moinhos de água e de vento em todo o arquipélago.

Apoios à extensificação agrícola e à extensão rural e a redução de compostos prejudiciais ao ambiente são outras medidas preconizadas pela proposta de resolução do CDS-PP.

Durante a discussão da proposta em plenário, o secretário regional da Agricultura e Ambiente, Neto Viveiros, manifestou abertura para integrar todas estas propostas no Plano Regional para as Alterações Climáticas, que está em fase de elaboração.

"Pretende-se que o Plano Regional para as Alterações Climáticas tenha uma abrangência significativa, onde as propostas que o CDS-PP Açores agora traz a debate podem, perfeitamente, ser incluídas", afirmou.

O Governo dos Açores anunciou em maio a elaboração de um Plano Regional para as Alterações Climáticas, que prevê, entre outras coisas, a redução dos gases com efeito de estufa e o aumento da produção das energias alternativas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.