Papa nomeia como camerlengo o cardeal francês Jean Louis Tauran

Papa nomeia como camerlengo o cardeal francês Jean Louis Tauran

 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Dez de 2014, 17:00

Francisco nomeou como novo camerlengo, cardeal que se ocupa do Governo provisório da Igreja quando o papa morre ou renuncia, o francês Jean Louis Tauran, informou o Vaticano.

Tauran substituirá o italiano Tarcísio Bertone, que era camerlengo desde 2007.

Jean Louis Tauran foi secretário de Estado para as Relações com os Estados (ministro dos Negócios Estrangeiros) durante o pontificado de João Paulo II. Entre 2003 e 2007, foi arquivista e bibliotecário da Igreja Romana e, desde 2007, era o presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso.

Como cardeal protodiácono – que é o mais velho da ordem dos cardeais-diáconos - foi encarregado, a 13 de março de 2013, anunciar ao mundo a eleição do papa Francisco, com a frase “Habemus Papam”.

Quando um papa morre ou renuncia, o governo provisório da Igreja Católica passa para as mãos do cardeal camerlengo, que deve administrar os bens da Santa Sé, ajudado por três purpurados (cardeais) assistentes.

Também é o encarregado de confirmar, uma vez informado pelo prefeito da Casa Pontifícia, a morte do papa, através da assinatura da ata de morte.

Também em caso de renúncia ou morte, selará o apartamento do papa, tomará posse do Palácio Apostólico do Vaticano, dos palácios de Latrão e Castel Gandolfo.

Quando o papa morre ou renuncia, cessam todos os cargos do conselho pontifício, incluindo o secretário de Estado. Só permanecem o camerlengo, o cardeal responsável pelo Supremo Tribunal da Penitenciária Apostólica e o vigário de Roma.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.