Ordem dos Advogados discute contas de 2009


 

Lusa / AO online   Nacional   30 de Abr de 2010, 12:02

A Ordem dos Advogados discute esta sexta-feira em assembleia geral o relatório e contas de 2009, que o bastonário afirma que só poderá ser chumbado por “má-fé”, admitindo que tal possa acontecer.
Contactado pela agência Lusa, António Marinho Pinto afirmou que “as contas estão bem-feitas, estão de acordo com a legalidade e só quem agir de má-fé é que pode estar contra este relatório e contas”.

“Foi feito por técnicos oficiais de contas da Ordem, está certificado por um revisor oficial de contas independente, portanto só quem quiser politizar estas coisas, por má-fé ou por rancor, é que poderá votar contra”, reiterou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.