Orçada em 1,2 ME a reabilitação da Ribeira do Guilherme, no Nordeste

Regional /
Carlos Mendonça

2317 visualizações   

A ribeira do Guilherme, no concelho do Nordeste, Açores, vai ser reabilitada no âmbito de uma obra estimada em 1,2 milhões de euros, iniciando-se ainda este ano a primeira fase, disse hoje à Lusa o presidente do município.
 

 

“Neste momento está a ser feito o levantamento topográfico e será entregue aos engenheiros paisagísticos, num projeto desenvolvido em parceria com a Secretaria Regional do Mar, para delinear o melhor modelo face às condições climatéricas e geográficas do local”, afirmou Carlos Mendonça.

O autarca referiu que a primeira fase das obras contempla a criação de um acesso “mais adequado” ao mar, bem como um corrimão para assegurar uma “maior segurança”, numa obra daquela Secretaria que contempla ainda um aumento do talude de segurança e de suporte da mesma.

Carlos Mendonça adiantou que ainda este ano, no âmbito de um processo já acordado por parte do município com a Empresa de Eletricidade dos Açores, vai proceder-se à iluminação do parque de campismo existente no local e à “boca” da ribeira do Guilherme.

Segundo o presidente do município, já em 2017, na segunda fase da obra, com recurso a fundos comunitários, está prevista uma despesa estimada em um milhão de euros que visa a elevação da piscina da ribeira do Guilherme.

O autarca explicou que a elevação visa que a sua limpeza “não dependa só das marés e da lua”, tendo sempre “bombeamentos através da água do mar”, o que só agora é possível face à energia que passa a estar disponível no local.

O presidente do município referiu, ainda, que vai ser reabilitado o talude do pontão que foi destruído por intempéries, bem como a melhoria dos balneários e das acessibilidades.

O autarca assegurou, por outro lado, que durante todo este processo de reabilitação da ribeira “nunca se irá descurar a beleza e as características naturais que a boca da ribeira possui”.

O presidente do município recordou que a ribeira do Guilherme, curso de água que tem origem a cerca de 900 metros de altitude, na serra da Tronqueira, constitui um dos pontos turísticos mais procurados por locais e visitantes.