OMC denuncia pagamento ilegal de subvenções dos EUA à Boeing

OMC denuncia pagamento ilegal de subvenções dos EUA à Boeing

 

Lusa/Açoriano Oriental   Economia   9 de Jun de 2017, 17:48

A Organização Mundial do Comércio (OMC) denunciou o pagamento ilegal pelos Estados Unidos de subvenções ao construtor aeronáutico Boeing, violando uma decisão imposta em 2012 pelo regulador dos diferendos comerciais.

 

Numa decisão publicada hoje em Genebra, a OMC indicou ter examinado a queixa apresentada pela União Europeia e concluiu que a norte-americana Boeing beneficiou de isenções fiscais entre 2013 e 2015, apesar das promessas feitas pelo governo dos Estados Unidos de pôr fim a qualquer subvenção.

Em setembro de 2012, os Estados Unidos tinham indicado à OMC que tinham suprimido todas as subvenções à Boeing.

Mas a União Europeia (UE) afirmou que o construtor norte-americano continuou a beneficiar de milhões de dólares de subvenções, através de programas de investigação e desenvolvimento da NASA e do Departamento de Defesa.

O tribunal de peritos da OMC rejeitou 28 das 29 críticas formuladas por Bruxelas, mas estabeleceu que a Boeing tinha beneficiado de 325 milhões de dólares de isenção fiscal da parte do estado de Washington entre 2013 e 2015, "o que causou efeitos negativos para a UE em termos de vendas perdidas" de aviões Airbus.

Segundo as regras da OMC, cada uma das partes tem um prazo de 60 dias para recorrer desta decisão.

A OMC tem sido palco de uma disputa, há mais de 10 anos, entre a Boeing e a Airbus, através dos Estados Unidos e UE. A questão diz respeito às subvenções e ajudas concedidas por cada uma das partes à sua indústria aeronáutica.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.