OCDE reúne especialistas para aumentar transparência fiscal


 

Lusa/AO online   Economia   8 de Abr de 2016, 18:52

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) anunciou que reunirá especialistas de todo o mundo para estudar o aumento da transparência fiscal entre Estados, na sequência do escândalo dos chamados "Documentos do Panamá".

O encontro decorrerá em 13 de abril na sede da organização, em Paris, e realiza-se a pedido de diversos Governos de todo o mundo, indicou a OCDE em comunicado.

Os especialistas vão inventariar as possibilidades de cooperação e intercâmbio de informação entre Estados, a identificação de riscos de fraude fiscal e os acordos de cooperação.

A OCDE recordou que as revelações da imprensa sobre os chamados “Documentos do Panamá” permitiram trazer a público “uma quantidade de informação sem precedentes”, com mais de 11 milhões de documentos referentes a 210.000 empresas em 21 paraísos fiscais ou países com sistemas bancários opacos.

Em alguns casos, as transações podem passar por diferentes jurisdições e pertencer a várias entidades ou indivíduos.

O encontro de Paris, frisou a OCDE, é a primeira ocasião em que as diversas administrações tributárias analisarão de forma conjunta as repercussões dos “Documentos do Panamá”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.