Obama alerta que "a própria democracia" está em jogo

Internacional /
obama

800 visualizações   

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou durante uma ação de campanha da candidata presidencial democrata, Hillary Clinton, que "a própria democracia" está em jogo nas eleições do próximo dia 8 de novembro.
 

 

A menos de um mês do ato eleitoral, o chefe de Estado norte-americano marcou presença pelo segundo dia consecutivo na campanha da candidata democrata à Casa Branca.

Num encontro em Cleveland (Ohio), Obama recordou que muitas vezes perguntam aos eleitores que apoiam o candidato presidencial republicano, Donald Trump, o que eles têm a perder com tal apoio.

“A resposta é tudo”, frisou Obama, salientando o risco de “atirar para a janela” todos os progressos alcançados nos últimos oito anos.

No boletim de voto, segundo Barack Obama, também estarão inscritos valores como “respeito” ou “igualdade”.

O chefe de Estado sublinhou que cada voto “conta” e alertou contra a estratégia que, na sua opinião, Donald Trump está a promover, ao criar um clima político “tóxico” para dissuadir os cidadãos a irem às urnas.

Obama destacou que o Estado do Ohio (um ‘swing state’, estados que não têm uma tendência de voto definida e que podem decidir uma eleição) foi sempre um território muito renhido e incentivou os habitantes daquele estado a aproveitarem o voto por antecipação, que começou naquela região na última quarta-feira.

Segundo dados divulgados hoje pelo 'site' RealClearPolitics, que elabora uma média das sondagens divulgadas nos Estados Unidos, Hillary Clinton e Donald Trump estavam praticamente empatados no Ohio, com 44% e 42,2%, respetivamente, das intenções de voto.

Barack Obama reiterou ainda que Trump tem mostrado que não tem o “carácter” nem a “honestidade básica” para ser o próximo Presidente do país e apresentou a ex-secretária de Estado como uma das pessoas “mais inteligentes” que alguma vez concorreu à Casa Branca.