O sonho de subida está à distância de uma vitória

O sonho de subida está à distância de uma vitória

 

Nuno Martins Neves   Futebol   6 de Mai de 2018, 15:13

O Santa Clara pode consumar esta tarde o regresso à I Liga, caso vença o Real no Estádio de São Miguel. As derrotas da Académica e do Penafiel abriram o caminho para o milagre no domingo de Santo Cristo

O Santa Clara está a 3 pontos de regressar ao convívio com os grandes do futebol português! As derrotas de Académica e Penafiel (ver caixa) já colocaram o Nacional da Madeira na I Liga e abriram a porta para os “encarnados” de Ponta Delgada que se vencerem esta tarde o Real Massamá garantem a segunda vaga de promoção ao primeiro escalão. Em domingo de Santo Cristo, o milagre pode surgir no estádio de São Miguel, a partir das 16h00.

O cenário era possível mas muito improvável, só que a surpreendente derrota caseira da Académica de Coimbra - somada ao desaire do Penafiel na receção ao Académico de Viseu - deixa tudo nas mãos do Santa Clara.

Mas como disse o treinador dos açorianos, “pés bem assentes no chão”. Isto porque apesar do jogo de hoje ser contra o último classificado e já despromovido Real Massamá, Carlos Pinto não espera facilidades, antes pelo contrário.
“A bancada vê o Real como o último classificado mas nos últimos cinco jogos o nosso adversário perdeu 1-0 com o Arouca e com a Académica, perdeu 3-2 com o Cova da Piedade, ganhou em Braga e empatou em Viseu. Só revela que é uma equipa de qualidade e que nos vai colocar imensas dificuldades. Só um Santa Clara muito humilde e responsável, com caráter e profissionalismo é que conseguimos ganhar. De outra forma, vamos ter dificuldades”, afiançou na conferência de imprensa que decorreu na sexta-feira, antes de conhecer os resultados dos mais diretos adversários.
“Não estamos preocupados com os resultados dos adversários: o nosso foco é o nosso jogo porque só dependemos de nós, na realidade. Depender de nós é uma vantagem”.
Com um discurso sempre terra a terra, Carlos Pinto recordou o que se passou recentemente na I Liga para ilustrar o que espera do jogo deste domingo.
“Não são favas contadas! Ganhar um jogo de futebol em Portugal, seja na I Liga, II Liga ou Campeonato de Portugal, é muito difícil porque se trabalha em todo o lado com muita qualidade. Na I Liga, o Benfica estava a lutar pelo título e perde em casa com o Tondela num jogo em que muitos não acreditavam que era possível. No futebol tudo é possível, quando se perde o respeito pelo adversário. E é isso que não quero que aconteça no domingo”.
Estar na luta pela subida de divisão é algo familiar para o técnico dos “encarnados” de Ponta Delgada: será a segunda vez que Carlos Pinto está na iminência de colocar uma equipa no escalão principal do futebol, quatro anos depois do amargo de boca que sentiu em Chaves, quando o Desportivo local viu a promoção escapar no último minuto da derradeira jornada do campeonato.
“São nestes jogos que se ganham ou perdem campeonatos, essa é a minha única preocupação. Enquanto treinador, queremos ter sucesso nas equipa que treinamos, nunca abdicando daquilo que considero ser o mais importante, que é o profissionalismo, dar tudo pela casa que me paga. Gosto muito dos Açores e ter a possibilidade de colocar o Santa Clara na I Liga seria incrível”, assinalou.
A vitória no jogo desta tarde seria o culminar do objetivo traçado no início da temporada pela equipa e, por isso, Carlos Pinto diz estar “tranquilo, porque acredito no nosso trabalho, na minha equipa técnica, a direção está a fazer um belíssimo trabalho e a confiança que eu tenho nestes jogadores, que mesmo nos momentos maus nunca fugiu, deixa-me tranquilo relativamente a estes dois jogos que temos”.
O jogo terá início às 16h00, meia hora antes da saída da procissão da imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, a maior celebração religiosa dos Açores. O timoneiro do Santa Clara sabe da importância da data e diz “compreender perfeitamente quem não vier. Só pedimos aos que cá estiverem que apoiem a equipa até ao final, nos bons e maus momentos. Têm feito um trabalho fantástico nos últimos jogos e espero que continuem, até por ser o último jogo em casa.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.