Novo chefe da missão da ONU no Afeganistão promete respeitar tradições e soberania


 

Lusa / AO online   Internacional   13 de Mar de 2010, 17:28

O novo chefe da missão da ONU no Afeganistão, o sueco Staffan de Mistura, chegou hoje a Cabul e prometeu cumprir a sua tarefa respeitando as tradições e a soberania do país.

"Os afegãos sofreram muito e passaram por tempos muito difíceis. Merecem o apoio internacional e, sobretudo, um futuro melhor. A ONU cumprirá a sua parte", assegurou Staffan de Mistura, que substitui no cargo o norueguês Kai Eide.

O novo enviado do secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, para o Afeganistão, quinto chefe da missão desde sua criação, em 2002, já ocupou o mesmo cargo na representação das Nações Unidas no Iraque, entre 2007 e 2009.

Também tem experiência no Afeganistão, como diretor de relações externas e fundos do Escritório do Coordenador da ONU para o Afeganistão entre 1989 e 1991, nos anos que se seguiram à retirada soviética do país.

"Trabalhei no Afeganistão há 20 anos, noutro período de transição muito delicado. Aprendi e conheço as tradições e a cultura", destacou Mistura num comunicado divulgado hoje pelo seu gabinete.

Entre as tarefas do diplomata está a organização das eleições legislativas, previstas para setembro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.