Novas encomendas caem 17,6% em Novembro


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Jan de 2010, 10:32

O valor das novas encomendas à indústria caiu 17,6 por cento em Novembro, face ao mesmo mês de 2008, o que representa um crescimento de 3,5 pontos percentuais face a Outubro, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo INE.
De acordo com o índice de novas encomendas na indústria do Instituto Nacional de Estatística (INE), este resultado foi determinado pelo comportamento menos negativo verificado nos mercados interno e externo, que apresentaram variações de 13,7 por cento e 21,1 por cento, respectivamente.

O agrupamento "bens de investimento" foi o único a registar uma taxa de variação mais negativa que a observada no mês anterior (-18,6 por cento).

Já os agrupamentos "bens de consumo" e "bens intermédios" registaram, em Novembro, quebras homólogas de oito por cento e 20,4 por cento, respectivamente.

O valor das novas encomendas recebidas na indústria com origem no mercado interno diminuiu 13,7 por cento em Novembro, face o mesmo mês de 2008, o que representa um crescimento de 1,1 pontos percentuais face a Outubro.

As encomendas recebidas na indústria com origem no mercado externo diminuíram, por seu turno, 21,1 por cento, crescendo 5,9 pontos percentuais face ao mês anterior.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.