PT/Vivo

"Ninguém atropelou os direitos dos accionistas"


 

Lusa / AO online   Economia   1 de Jul de 2010, 12:26

O primeiro-ministro, José Sócrates, garantiu que “ninguém atropelou os direitos dos accionistas” da Portugal Telecom (PT), com a decisão do Governo de impedir a venda da participação da empresa portuguesa na Vivo à espanhola Telefónica.
“O Governo fez o que devia fazer para defender os interesses estratégicos de Portugal e da Portugal Telecom”, salienta José Sócrates num artigo de opinião publicado hoje no jornal Público.

Na quarta-feira, os accionistas da PT aprovaram por 76 por cento a proposta da Telefónica de compra da participação da empresa portuguesa na Vivo por 7.150 milhões de euros, mas o Estado usou os seus direitos especiais de accionista, com a “golden share”, para impedir o negócio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.