Museu do Douro conquista medalha de ouro nos Best Wine Tourism

Museu do Douro conquista medalha de ouro nos Best Wine Tourism

 

LUSA/AO Online   Economia   8 de Nov de 2014, 13:40

O Museu do Douro (MD), no Peso da Régua, conquistou a medalha de ouro dos Best Wine Tourism, considerados os Óscares dos vinhos, na categoria "Melhor experiência em Arte e Cultura", anunciou a instituição.

Este prémio é atribuído pela Rede de Capitais de Grandes Vinhedos – Great Wine Capitals, uma aliança que junta 10 cidades, foi fundada em 1999 e é representada, em Portugal, pelo Porto. Os “Best of Wine Tourism" servem como uma referência no setor, sendo considerados como uma espécie de Óscar do vinho e têm como objetivo promover o enoturismo. O MD conquistou a medalha de ouro na categoria “Melhor experiência em Arte e Cultura”, conjuntamente com o “Hall Wine”, do vale de Napa, em São Francisco, Estados Unidos da América (EUA). Criado em 1997 na sequência de uma lei aprovada por unanimidade na Assembleia da República, este foi também o primeiro museu de território construído em Portugal. O diretor da unidade museológica, Fernando Seara, afirmou à agência Lusa que o prémio representa “uma grande honra para o museu e para todos que contribuem para o seu trabalho no território”, considerando ainda que vai “dar mais notoriedade” ao destino turístico Douro/Porto. O MD quer ser uma porta de entrada para uma viagem pela região, pelo rio, barragens, socalcos, quintas e vinhos que caracterizam o património mundial da UNESCO. Neste momento o museu, gerido pela Fundação Museu do Douro (FMD), vive um período mais conturbado devido à alteração estatutária imposta pelo Governo e que levou à demissão da presidente do conselho de administração, Elisa Babo. A FMD, criada em 2006, esteve incluída na lista de extinções anunciada pelo Governo PSD/CDS, acabou por manter a sua atividade, mas tem de proceder a uma revisão estatutária para se adaptar à nova lei-quadro das fundações que está em vigor desde 2012. Até à tomada de posse dos novos órgãos sociais, que serão designados após aprovação e publicação dos novos estatutos, é Fernando Pinto que assume a presidência do conselho de administração. O concurso “Best of Wine Tourism”, lançado em 2003, é um dos principais projetos da Rede de Capitais de Grandes Vinhedos e premeia, em cada cidade membro, os serviços de enoturismo que se distinguem pela qualidade e pela excelência no acolhimento de visitantes, através de experiências originais e inovadoras. Desde a sua criação, mais de 465 entidades receberam o prémio de entre mais 3100 candidatos. A rede abarca os “velho” e “novo” mundos do vinho e visa promover intercâmbios turísticos, de educação e de negócios entre as regiões vinícolas de Bilbao, Bordéus, Cidade do Cabo, Christchurch, Florença, Mainz, Mendoza, Porto, São Francisco e Valparaìso. O Porto será a cidade anfitriã da assembleia-geral da Rede Mundial das Capitais dos Grandes Vinhedos em 2016.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.