Município cria grupo para elaborar estudo sobre ampliação do aeroporto da Horta

Município cria grupo para elaborar estudo sobre ampliação do aeroporto da Horta

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Nov de 2016, 15:27

A Câmara Municipal da Horta, criou um grupo de trabalho para elaborar um estudo técnico sobre a eventual ampliação do aeroporto da Horta, anunciou hoje o presidente da autarquia.

 

Em declarações aos jornalistas, José Leonardo Silva explicou que a intenção do estudo é apresentar "soluções técnicas" com vista à eventual ampliação da pista e determinar também os custos envolvidos, que podem variar entre os 48 milhões de euros (para uma ampliação de 300 metros) e os 78 milhões de euros (para uma ampliação de 500 metros).

"Os 300 metros são suficientes para o futuro, para a melhoria das acessibilidades? Os 500 metros dão-nos resposta, se nós mais tarde quisermos potenciar um futuro aumento? Se nós alterarmos alguns graus na pista, conseguimos reduzir o custo para metade ou não?" questionou o autarca socialista.

José Leonardo Silva pretende ainda que o estudo determine os custos totais de uma intervenção no aeroporto e encontre soluções de financiamento, que podem passar pela eventual utilização de fundos comunitários.

Para o autarca, a ampliação "não é um capricho, mas uma necessidade".

O aeroporto da Horta, na ilha do Faial, possui uma pista com cerca de 1.700 metros de comprimento, o que obriga os aviões da Azores Airlines, que assegura as ligações da transportadora SATA para fora do arquipélago, a operarem com penalizações.

A ampliação da pista, entre 300 a 500 metros de comprimento, permitiria criar as zonas de segurança consideradas obrigatórias neste tipo de infraestruturas aeroportuárias, além de potenciar, no futuro, a operação de voos ‘charters’ internacionais.

O grupo de trabalho agora criado pelo município está a ser assessorado pelo ex-diretor do aeroporto da Horta, João Corvelo, e já reuniu com várias instituições para analisar o assunto.

A semana passada, na discussão da proposta do Programa do Governo dos Açores, na Assembleia Legislativa Regional, o secretário dos Transportes e Obras Públicas anunciou que vão decorrer em dezembro ensaios com aviões A320 da SATA para testar um novo sistema de apoio à aproximação e aterragem no aeroporto da Horta.

Segundo Vítor Fraga, a instalação do sistema RISE (RNP Implementation Synchronized in Europe) nas três aeronaves A320 da Azores Airlines irá permitir aumentar as condições de operacionalidade no aeroporto da Horta.

A ampliação da pista do aeroporto da Horta é uma reivindicação de longa data das forças vivas locais, que nunca se concretizou devido aos custos avultados que implicava, embora a obra tivesse sido alvo de um estudo por parte da ANA – Aeroportos de Portugal, a anterior gestora da infraestrutura, entretanto adquirida pelos franceses da Vinci.

Os problemas de operacionalidade no aeroporto da Horta já motivaram uma manifestação de protesto em frente ao parlamento dos Açores, na Horta, em setembro último, e deram origem a uma petição, subscrita por mais de um milhar de pessoas, que reivindica a ampliação daquela infraestrutura aeroportuária.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.