Muçulmanos de França convidados a assistir a missas em homenagem a padre assassinado


 

Lusa/AO Online   Internacional   31 de Jul de 2016, 14:15

A comunidade muçulmana de França foi convidada a participar nas cerimónias católicas de hoje em homenagem ao padre assassinado na semana passada por dois terroristas de 19 anos.

Missas serão celebradas por todo o país em memória do padre octogenário Jacques Hamel, morto por dois jovens de 19 anos que atacaram uma igreja na Normandia e que reivindicaram a sua ligação ao grupo extremista Estado Islâmico, que confirmou a relação.

“Somos todos católicos de França”, disse Anouar Kbibech, chefe do Conselho Muçulmano francês, numa expressão de união após o ataque.

O Conselho Muçulmano disse que ao assistir este domingo às cerimónias católicas os muçulmanos mostrariam a sua “solidariedade e compaixão”.

Os dois terroristas de 19 anos foram abatidos pela polícia depois de terem feito cinco reféns na igreja e de terem assassinado o padre.

Um dos jovens era Abel Malik Petitjean e estava referenciado pela polícia desde finais de junho por ter tentado juntar-se à 'jihad' islâmica e por suspeita de radicalização. O outro era Adel Kermiche, nascido em território francês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.