Haiti

MSF apela ao prolongamento da gratuitidade do sistema de saúde haitiano


 

Lusa / AO online   Internacional   31 de Mar de 2010, 18:46

Os Médicos sem Fronteiras (MSF) apelaram terça-feira à comunidade internacional para se comprometer a fornecer a longo prazo cuidados médicos gratuitos à população haitiana, temendo que as autoridades do Haiti voltem a cobrar os tratamentos.
Na véspera da conferência internacional de doadores para o Haiti, prevista para a ONU em Nova Iorque, a organização humanitária afirmou que “projectos para voltar a cobrar os cuidados hospitalares a partir de meados de Abril foram divulgados”.

A decisão, não confirmada, “ignora totalmente a realidade que se vê nas ruas e nos campos improvisados”, alertou em comunicado Karline Kleijer, coordenadora da organização MSF no país.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.