MSC Cruzeiros planeia ter mais 10 novos navios até 2026

Carregando o video...

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Abr de 2018, 19:11

O diretor geral da MSC Cruzeiros em Portugal afirmou esta quinta-feira que até 2026 a empresa planeia ter mais 10 novos navios na sua frota, destacando que a companhia está sempre a pensar "em novas rotas e novos destinos".

“A nossa frota está a aumentar. Neste momento, em 2018 temos 14 navios e temos planeados mais 10 novos navios até 2026”, afirmou Eduardo Cabrita, em declarações aos jornalistas, a bordo do MCS Preziosa, que fez hoje a sua escala inaugural em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, Açores.

O navio, que segue agora para Lisboa, tem a bordo cerca de 4.000 passageiros, numa viagem que se iniciou no Brasil e termina em Kiel, na Alemanha.

Atualmente a MSC Cruzeiros gere 14 navios, mas este ano vai inaugurar o seu 15.º.

"O aumento da frota e sabendo que a MSC é uma empresa europeia faz com que possamos posicionar os nossos navios a fazer estes posicionamentos de uma forma diferente. Isto permite-nos, por exemplo, este ano termos três escalas em Ponta Delgada", referiu Eduardo Cabrita, lembrando que o MSC Divina, um outro navio da frota, fez uma 'overnight' recentemente e vai voltar a fazê-lo em Ponta Delgada em outubro.

o diretor geral da MSC sublinhou que "as grandes rotas de cruzeiros neste momento estão nas Caraíbas e no Mediterrâneos Ocidental e Oriental e norte da Europa".

"Desta forma, até hoje o arquipélago dos Açores é utilizado por navios que fazem posicionamentos dos Estados Unidos da América para a Europa e vice-versa ou do norte para sul. É o que está a acontecer com a MSC, mas há aqui um detalhe importante que é a nossa frota está a aumentar", referiu.

O responsável explicou também que "os itinerários das companhias de cruzeiros são feitos com dois ou mais anos de antecedência e neste momento já se pensa em 2021".

"Com o aumento da capacidade de todos os armadores espera-se que até 2026 estejam mais 106 navios novos a navegar. Atualmente são cerca de 350 no mundo, mas vai aumentar cerca de 30% o número de navios", sublinhou, acrescentando que no caso do número de passgeiros este ainda vai ter um aumento muito superior.

Neste sentido, Eduardo Cabrita realçou que "há uma grande possibilidade de não só os Açores, mas também Madeira, Lisboa, Leixões, ou um dia mais tarde até Portimão, se poderem desenvolver dentro deste espetro que existe das regiões de cruzeiros, especialmente o Mediterrâneo".

O MSC Preziosa possui 139,072 toneladas de arqueação bruta e tem capacidade para 4.345 passageiros e cerca de 1.388 tripulantes.

Segundo informação da empresa, tem um design clássico e uma piazza de pedra verdadeira e escadarias adornadas com cristais Swarovski.

Disponibiliza 18 decks para passageiros, incluindo para hóspedes com mobilidade reduzida, com 1751 cabines, maior parte das quais são exteriores com varanda ou com janela.

Eduardo Cabrita adiantou que a empresa tem este ano um total de três escalas em Ponta Delgada, dizendo que a MSC Cruzeiros procura cada vez mais que os seus navios disponiblizem alguns produtos locais dos portos que visitam.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.