Política

Mota Amaral defende rápida conclusão dos trabalhos da comissão

Mota Amaral defende rápida conclusão dos trabalhos da comissão

 

Lusa / AO online   Nacional   17 de Mar de 2010, 10:45

O presidente indigitado da comissão de inquérito sobre a actuação do Governo no negócio da TVI, hoje em debate no Parlamento, defende a maior rapidez possível na conclusão dos trabalhos em face do "interesse do Estado".
“Não é trabalhar à pressa, é apenas trabalhar com a noção de que não devemos arrastar esta questão porque, na minha interpretação, o interesse do Estado é que este assunto seja terminado com todo o rigor e imparcialidade, mas quanto mais depressa melhor”, afirmou o deputado Mota Amaral, em declarações à Lusa.

A comissão eventual de inquérito ao negócio PT/TVI, que toma posse na quinta-feira, terá por objecto “apurar se o Governo, directa ou indirectamente, interveio na operação conducente à compra da TVI e, se o fez, de que modo e com que objectivos” e “apurar se o senhor primeiro-ministro faltou à verdade ao Parlamento, na sessão plenária de 24 de Junho de 2009” quando disse não ter sido informado sobre o negócio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.