Mortalidade infantil diminui nos Açores

Mortalidade infantil diminui nos Açores

 

Ana Carvalho Melo   Regional   17 de Out de 2012, 11:41

Os Açores registaram, em 2011, uma taxa de mortalidade infantil de 2,9 por mil, valor inferior à média nacional e o mais baixo até hoje verificado na Região.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, os Açores foram a única região do país em que a taxa de mortalidade infantil diminuiu, de 2010 para 2011, passando de 5,5 por mil para 2,9 por mil.

No conjunto do país registou-se uma subida de 2,5 para 3,1 por mil.
 
Igualmente a taxa quinquenal de mortalidade infantil mantém a tendência decrescente que já se registava em anos anteriores.

Nota do GACS, esta redução reflete das atividades desenvolvidas pelas unidades de saúde contribuíram para esta melhoria.

No âmbito do Programa Regional de Saúde Materna e Planeamento Familiar, foram criadas e implementadas tanto a rede de referenciação materno-infantil como a rede de transferência de grávidas e recém-nascidos.

Estes procedimentos permitem uma melhor “interligação entre as Unidades de Saúde e os Hospitais, definindo as competências de cada área de cuidados” e promovem ganhos em termos de saúde para a grávida e para o recém-nascido.

Também, no âmbito do mesmo Programa, os centros de saúde da Região foram dotados de cardiotocógrafos e foi ministrada formação específica aos médicos de medicina geral e familiar, o que vem permitir uma maior acessibilidade e qualidade dos cuidados de saúde materna e infantil.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.