Morreu a bebé prematura filha de portugueses no Dubai

Morreu a bebé prematura filha de portugueses no Dubai

 

AO/lusa   Nacional   16 de Nov de 2014, 09:55

A bebé filha de portugueses que nasceu prematura no Dubai morreu este domingo cerca das 07:00 de Lisboa, informou a família da menina no sítio da internet criado para ajudar a família.

 

"Às 11:00 do Dubai e 07:00 de Portugal, a nossa Guerreira deixou-nos", revelou domingo de manhã a família, agradecendo "a todos pelo apoio incondicional".

De acordo com o Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, os pais já entraram em contacto com a embaixada portuguesa no Dubai e estão a tentar resolver as questões administrativas para transportar o corpo para Portugal.

Margarida, filha dos portugueses Gonçalo e Genny Queiroz, nasceu a 28 de outubro, às 25 semanas de gestação e com 410 gramas, no Dubai.

O caso da bebé ficou conhecido em Portugal após um pedido de ajuda público dos pais, que não têm seguro de saúde e não dispunham de meios para pagar as despesas hospitalares de mil euros por dia, uma vez que não há seguradoras que façam apólices a uma bebé cujas hipóteses de sobrevivência oscilam entre 40% e 50%.

A história do casal de emigrantes portugueses gerou uma onda de solidariedade que levou à criação de uma página na rede social Facebook, através da qual foram já angariados mais de 60 mil euros e por onde mais de 128.000 pessoas seguiam a luta pela vida da bebé.

Nos últimos dias, os pais revelaram que o estado da bebé era crítico, com falência renal, que conduziu a uma falência de vários órgãos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.