Ministro da Defesa destaca respeito das Forças Armadas pelo património

Ministro da Defesa destaca respeito das Forças Armadas pelo património

 

Lusa/AO online   Nacional   28 de Jun de 2016, 18:14

O ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, destacou o respeito das Forças Armadas pela preservação do património.

"Todos reconheceremos às Forças Armadas e, em particular, ao Exército, uma relação muito própria com o património, de grande respeito, de grande preservação do património e da dimensão cultural que ele carrega", afirmou Azeredo Lopes, em Angra do Heroísmo.

O governante discursava no lançamento da primeira pedra da zona desportiva do Regimento de Guarnição n.º 1, que inclui a construção de uma pista de atletismo e de uma zona de preparação física, sendo que a obra contempla ainda os arranjos exteriores dos edifícios do ministério numa avenida de Angra do Heroísmo.

Estas obras são realizadas pelo município em compensação pela cedência das antigas instalações contíguas ao parque do Relvão, cedência que vai permitir criar uma bolsa de estacionamento.

Azeredo Lopes salientou, ainda, a relação "entre o Governo e o Poder Local" que, no caso, tem "uma expressão feliz" e "salvaguarda plenamente os interesses legítimos de cada uma das partes, que viabiliza outras soluções ao nível do próprio ordenamento do território".

Para o ministro, este é um "dia importante porque mostra como o Poder Local é hoje moderno e está cada vez mais atuante na defesa daquilo que é um princípio de proximidade e de resolução do problema dos cidadãos, e, da mesma maneira como as Forças Armadas e a Defesa Nacional demonstram, em cada dia que passa, a sua importância e também a sua relação de proximidade".

O presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, Álamo de Meneses, realçou que a cerimónia representa o desfecho de um processo iniciado há muitas décadas atrás.

"A cedência do Relvão -- já lá vão quase 70 anos - nunca foi completada porque ficou sempre por resolver a questão de substituição da estrutura de preparação militar que lá existia", explicou Álamo de Meneses, satisfeito por ter sido alcançado um acordo.

No âmbito desse acordo, "o município constrói uma nova estrutura de preparação militar que substituirá com vantagem aquela que existe no Relvão e a Defesa Nacional entrega ao município para integração no domínio público em pleno o espaço onde agora se encontra a estrutura", informou o autarca.

O presidente do município referiu, ainda, que este processo integra-se numa "solução mais vasta" de criação de uma ligação pedonal que vai ligar as duas baías de Angra de Heroísmo.

"Damos mais um passo em virar a cidade para o mar, criando um espaço de lazer, de grande interesse do ponto de vista da manutenção da saúde e também da visitação", declarou Álamo de Meneses.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.