Milhares em Auschwitz para iniciativa anual de lembrança do Holocausto

Milhares em Auschwitz para iniciativa anual de lembrança do Holocausto

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   24 de Abr de 2017, 17:33

Milhares de pessoas de todo o mundo, muitas das quais jovens israelitas, participaram na 26ª edição da Marcha dos Vivos no antigo campo de extermínio nazi de Auschwitz-Birkenau, em memória dos milhões de vítimas do Holocausto.

 

A marcha é de cerca de três quilómetros do campo de Auschwitz ao de Birkenau, o maior e onde sobretudo judeus, mas também ciganos, presos soviéticos e outros, foram assassinados em câmaras de gás, no sul da Polónia então ocupada pelos alemães.

Os participantes reuniram-se junto à entrada principal de Auschwitz, com a célebre inscrição “Arbeit Macht Frei (O trabalho liberta)”, e ao soprar do ‘shofar’, o chifre de carneiro usado em cerimónias religiosas, iniciaram a marcha em silêncio junto à linha férrea que conduz a Birkenau.

Muitos tinham pequenas placas de madeira com mensagens de lembrança que deixaram nos carris.

Entre os participantes esteve Elisha Wiesel, filho do sobrevivente de Auschwitz e prémio Nobel da Paz Elie Wiesel, que morreu o ano passado.

Auschwitz-Birkenau foi o maior dos campos de extermínio nazis com mais de um milhão de assassinados, segundo a maioria dos historiadores, e tornou-se um símbolo do Holocausto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.