Micro-satélites para estudar furacões foram lançados


 

Lusa/Açoriano Oriental   Ciência   15 de Dez de 2016, 14:04

Oito micro-satélites da NASA, para prever e calcular a potência das tempestades tropicais e dos furacões, foram lançados depois de dois adiamentos, segundo imagens da televisão da agência espacial norte-americana.

O foguetão Pegasus transportou os satélites do programa CYGNSS (Cyclone Global Navigation Satellite System mission), que deverão ficar em órbita a 500 quilómetros de altitude sobre o equador, onde se forma a maioria das tempestades tropicais e furacões.

A missão CYGNSS, com um custo de 157 milhões de dólares (150,6 milhões de euros), permitirá medir a velocidade dos ventos sobre os oceanos, melhorando a capacidade dos cientistas para compreenderem e preverem os furacões.

As informações que aqueles satélites vão dar são importantes para ajudar os meteorologistas a determinarem se as tempestades tropicais ganham ou perdem potência, o que é difícil de calcular com os instrumentos utilizados atualmente.

Os oito micro-satélites foram concebidos para estarem operacionais durante pelo menos cinco anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.