Música

Michael Jackson foi a celebridade morta que mais dinheiro gerou este ano


 

Lusa/AO online   Internacional   27 de Out de 2011, 19:04

O “rei da pop” Michael Jackson foi a celebridade morta que mais dinheiro gerou em 2011, de acordo com uma lista elaborada anualmente pela revista norte-americana Forbes.
O músico, encontrado morto em casa a 25 de Junho de 2009, gerou este ano 120 milhões de euros (ME), menos 74 ME do que no ano anterior.

Mesmo assim, Michael Jackson gerou três vezes mais dinheiro do que o segundo classificado do ranking, Elvis Presley.

O “rei do rock”, falecido aos 42 anos, a 16 de Agosto de 1977, fez entrar nos cofres 38,7 ME ao longo dos últimos doze meses.

No terceiro lugar na lista surge a actriz Marilyn Monroe, falecida a 05 de Agosto de 1962, que gerou 19 milhões de euros. A ela, segue-se Charles Schulz, o criador da banda desenhada Peanuts, falecido há onze anos, que somou 24,6 milhões de euros.

O top dos cinco mais rentáveis fica completo com um empate entre o músico John Lennon, morto a 08 de dezembro de 1980, e a actriz Elizabeth Taylor, que morreu em Março deste ano. Em 2011, ambos geraram 8,4 milhões de euros.

Nos lugares seguintes aparecem o Nobel da Física Albert Einstein (sete ME), o autor de livros para crianças Theodor Geisel (6,3 ME), o músico Jimi Hendrix, o escritor Stieg Larsson, o actor Steve McQueen e o compositor Richard Rodgers, todos com 4,9 milhões de euros, e também o músico George Harrison, a actriz Bettie Page e o ícone da arte pop Andy Warhol, com 4,2 milhões de euros cada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.