Macroeconomia

Metade da população portuguesa está esclarecida sobre fundos da UE


 

Lusa/AO online   Economia   18 de Nov de 2010, 16:15

Um questionário feito à população europeia sobre a utilização dos fundos estruturais indica que 50 por cento dos portugueses está esclarecido quanto ao destino dos apoios, revelou a interlocutora portuguesa pelo programa INFORM, Elisabete Quintas.
A Madeira está a acolher a sexta reunião deste programa, que é uma rede comunitária que reúne os responsáveis pela comunicação das autoridades de gestão e dos órgãos de governação dos Quadros de Referência Estratégia Nacional (QREN), de todos os estados membros da união europeia.

De acordo com a responsável, o questionário revela que Portugal se encontra nos 50 por cento, ou seja, “metade da população responde de forma esclarecida sobre qual é que é a utilização dos fundos estruturais e quais é que são os principais projectos conhecidos que recebem o apoio desses fundos estruturais”, disse.

Elisabete Quintas reconhece ainda que os portugueses se encontram na média europeia, sublinhando, no entanto, que a ambição é, no futuro, ter “uma população ainda mais conhecedora do apoio dos fundos, mas estamos a entrar no domínio daquilo que é aceitável”.

A reunião decorre durante dois dias no Funchal e reúne 115 representantes de todos os estados membros e 12 da comissão europeia.

Em análise está a discussão das disposições legais que devem ser incorporadas nos regulamentos após o período de 2013.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.