Rússia

Medvedev assinou uma lei que alarga os poderes do FSB

Medvedev assinou uma lei que alarga os poderes do FSB

 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Jul de 2010, 12:04

O presidente russo, Dmitri Medvedev, assinou uma lei que alarga os poderes dos serviços encarregues da segurança interna (FSB, proveniente do ex-KGB), anunciou esta quinta-feira o Kremlin num curto comunicado.
Este texto, criticado pelos defensores dos direitos do homem, foi aprovado a 16 de Julho pela câmara baixa do Parlamento russo (Duma) e três dias mais tarde pelo Conselho da federação (câmara alta).

Em virtude desta lei, qualquer pessoa ou empresa que obstrua o trabalho de um agente do FSB pode ser alvo de processo judicial, multas de 500 a 50.000 rublos (13 a 1.300 euros) ou prisão até 15 dias.

Os liberais e os defensores dos direitos do homem temem que esta lei incentive as detenções arbitrárias, como acontecia com o KGB na época soviética.

As principais ONG de defesa dos direitos do homem apelaram a Medvedev, considerado mais liberal do que o Primeiro-ministro Vladimir Putin, para não promulgar esta lei.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.