Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa são assunto nos Açores, mas muitos desconhecem o que se comemora

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa são assunto nos Açores, mas muitos desconhecem o que se comemora

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Jun de 2018, 06:02

A presença do Presidente da República e do primeiro-ministro em Ponta Delgada para o 10 de Junho é tema de conversa, por estes dias, entre os habitantes da cidade, mas o significado da data passa despercebido para muitos.


“Não sei o que se comemora em concreto. As pessoas não ligam tanto ao 10 de Junho. É mais o feriado do dia da Região. É mais importante. É uma tradição nossa”, disse à reportagem da agência Lusa Carlos Pedro, residente nos Arrifes, concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

Sentado no campo de São Francisco, praça emblemática da maior cidade dos Açores, onde vai decorrer no domingo a cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal, José Luís, residente no concelho de Ponta Delgada, também confessa desconhecer em concreto o que é que se assinala.

“Sei que é 10 de Junho, feriado, mas é uma data para quê?”, questionou.

Em passo apressado, o jovem Bruno Sousa, que vive em Ponta Delgada, mas é natural da ilha de Santa Maria, confessa-se orgulhoso por "ter o Presidente da República nos Açores".

"É sempre bom o Presidente estar nos Açores. Ele nem sempre vem cá", salientou, admitindo que o feriado do Dia da Região, quando se comemora o Espírito Santo, tem "mais tradição na região", por ser comemorado em todas as nove ilhas do arquipélago dos Açores.

Para Maria Vitorina, "há muito que não se fazem grandes eventos" para assinalar o 10 de Junho, afirmando estar “muito contente”, porque “o simpático” Presidente da República estará em Ponta Delgada.

“Quando existiam as comemorações na Avenida as pessoas vinham para a marginal. Mas, nos últimos anos é mais um dia para ficar em casa e descansar, até porque temos salários muito baixos”, disse, definindo o 10 de Junho como "o dia da raça", como era conhecida a efeméride no Estado Novo.

Já os proprietários de alguns estabelecimentos comerciais localizados perto da zona onde decorrerão as cerimónias oficiais manifestaram-se expectantes com os eventos que vão decorrer, esperando que este seja também um motivo para aumentarem as vendas.

As comemorações do Dia de Portugal com a participação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do primeiro-ministro, António Costa, vão realizar-se este ano entre Ponta Delgada, nos Açores, e Boston e Providence, nos Estados Unidos da América.

Para preparar o Campo de São Francisco, onde estarão mais de 1.000 militares e centenas de entidades regionais e nacionais para celebrar o Dia de Portugal, a Câmara Municipal de Ponta Delgada está a retirar todo o mobiliário urbano, uma medida temporária para o dia em causa.

A autarquia sublinha que as comemorações oficiais do 10 de Junho ocorrem "pela primeira vez em Ponta Delgada" e "envolvem uma imensa logística que obriga à retirada de todos os obstáculos existentes no Campo de São Francisco, desde o local onde se situa a Estátua do Emigrante até ao canto que dá acesso à Avenida Roberto Ivens".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.