Marcelo não comenta nomes para a TAP mas sugere debate sobre nomeações

Economia /
Avião A330 da TAP com nome de Capitão-Donatário de Angra do Heroísmo, João Vaz Côrte-Real

655 visualizações   

O Presidente da República recusou, em Santarém, comentar os nomes escolhidos para a administração da TAP e sugeriu que se pense num sistema que permita a audição de uma entidade independente antes da nomeação ou num concurso público.
 

 

Numa visita à Feira Nacional da Agricultura, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar os nomes escolhidos pelo Governo para a administração da transportadora aérea nacional, sublinhando que essa “é uma escolha que é da competência do Governo e é uma escolha de confiança política”.

“Mais interessante não é debater o nome A, B, C ou D, é pensar para o futuro num sistema, sobretudo nos executivos, e pensar com tempo para não ser em cima de cada caso,”, disse.

Nesse sentido, deu como referência a Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP) para audição prévia dos nomes, ou mesmo a possibilidade de realização de concursos públicos, como acontece no Reino Unido com o governador do banco de Inglaterra ou o presidente da BBC.