Manifesto apela para que César se recandidate

Manifesto apela para que César se recandidate

 

Lusa/AO   Regional   17 de Dez de 2007, 09:48

Um manifesto subscrito por cerca de duas centenas de pessoas sem filiação partidária apelou hoje para que Carlos César se candidate a um quarto mandato como presidente do Governo açoriano, na sequência das eleições regionais de 2008.

    “Os subscritores deste documento apelam a Carlos César para se candidatar, aproveitando esta última oportunidade legal, prosseguindo um trabalho que só a sua capacidade inovadora já demonstrada, competência reconhecida e maturidade política garantem ser completado com sucesso”, adianta o manifesto a que a agência Lusa teve hoje acesso.

    Depois de vários governos social-democratas na região, liderados por Mota Amaral, Carlos César está a cumprir o terceiro mandato como presidente do Governo Regional, na sequência das vitórias socialistas nas eleições de 1996, 2000 e 2004.

    Carlos César, que lidera o PS/Açores, ainda não confirmou se está disponível para um novo mandato, uma decisão que deverá ser comunicada no próximo mês.

    As eleições directas no PS/Açores realizam-se a 15 de Fevereiro, enquanto o XIII Congresso dos socialistas açorianos está agendado 18, 19 e 20 de Abril de 2008, na ilha de São Miguel.

    Até 15 de Janeiro de 2008 podem ser apresentadas declarações de candidatura à liderança do PS/Açores e as listas associadas.

    O manifesto refere que, nos últimos doze anos o arquipélago viveu um “período caracterizado por um dinamismo económico, social e cultural nunca antes visto na sociedade açoriana”.

    O documento destaca a “sustentabilidade financeira” da região com o “aumento consolidado das receitas próprias, das resultantes da revisão bem sucedida da Lei de Finanças Regionais e dos montantes de fundos comunitários até 2013”.

    Realça, também, que o chefe do executivo açoriano “tem governado chamando colaboradores socialistas e não socialistas para lugares de responsabilidade” governativas.

    “Queremos pedir-lhe que escolha mais uma vez o caminho de lutar pelos Açores nos Açores e à frente do nosso Governo Regional, que esteja mais quatro anos a trabalhar como o tem feito tirando os Açores do atraso e insuflando um justificado orgulho na condição de açoriano”, adianta o manifesto.

    Entre os vários nomes, o documento é subscrito por personalidades açorianas como Machado Pires, ex-reitor da universidade, Carlos Melo Bento, Primitivo Marques, Costa Martins, Gomes de Meneses, Graça Silva, Mancebo Soares, Álamo Oliveira, Ribeiro Pinto, Victor Rui Dores e José Leovigildo Azevedo.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.