Mais de 70 corpos de migrantes dão à costa na Líbia

Mais de 70 corpos de migrantes dão à costa na Líbia

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   21 de Fev de 2017, 10:53

Pelo menos 74 corpos de migrantes deram à costa junto à cidade de Zawiya, no mar Mediterrâneo, anunciou o Crescente Vermelho da Líbia.

 

O porta-voz da organização Mohammed al-Misrati, citado pela Associated Press, afirmou que os corpos deram à costa hoje no final da madrugada.

Segundo a mesma fonte, as circunstâncias do afogamento ainda não estão claras.

De acordo com a organização, aparentemente não há sinais de qualquer embarcação naufragada.

A organização divulgou na sua conta do Twitter fotografias de dezenas de corpos e outros já em sacos pretos alinhados na costa.

O porta-voz acrescentou que as autoridades locais vão levar os corpos para um cemitério na capital, em Tripoli.

O número de mortes no Mediterrâneo tem vindo a aumentar para valores recorde.

Na semana passada, o diretor da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira, Fabrice Leggeri, declarou que a rota de tráfico de pessoas entre a Líbia e a Itália registou, em relação a todo o Mediterrâneo, um número recorde de mortes por afogamento de migrantes em 2016.

De acordo com Leggeri, as mortes de migrantes registadas ao longo da rota central do Mediterrâneo foram de 4.579 no ano passado, enquanto 2.869 pessoas morreram em 2015 e 3.161 em 2014. Estes números podem estar abaixo das perdas reais de vidas na região.

Já este ano, foram registadas 228 mortes em janeiro, o maior número mensal nos últimos anos, e Leggeri culpou as embarcações muito pequenas e precárias pela alta taxa de mortalidade.

A Líbia, que tem vários governos concorrentes, é dirigida por milícias, muitas das quais lucram com o contrabando e o tráfico de seres humanos.

Grupos de direitos humanos já documentaram a jornada de terror dos imigrantes, que envolve tortura, violação e trabalho forçado dentro da Líbia.

O país vive um verdadeiro caos político após a revolta de 2011, que se transformou numa guerra civil e levou à queda do Presidente Muammar Kadhafi.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.