Maioria PSD/CDS aprova conferência para concretizar audição pública sobre dívida

Maioria PSD/CDS aprova conferência para concretizar audição pública sobre dívida

 

Lusa/AO Online   Nacional   12 de Nov de 2014, 15:23

A audição pública sobre a dívida proposta pelo PS vai concretizar-se através de uma conferência e um debate plenário, foi hoje decidido pela maioria PSD/CDS-PP na conferência de líderes, um modelo que socialistas e comunistas não aceitam.

O PS acusa a maioria PSD/CDS-PP de, de forma "inaceitável", ter transformado a resolução "numa simples conferência de um dia", como se a dívida fosse um "debate totalmente irrelevante para Portugal", enquanto sociais-democratas e centristas contrapõem que os socialistas não propuseram "um modelo".

O PCP diz que o PS "não sabe o que quer da discussão pública porque também não sabe o que quer da renegociação da dívida" e acusa a maioria de aprovar um modelo que não permite uma discussão "séria e aprofundada" por querer evitar esse debate.

Tanto o PS como o PCP prometeram usar os instrumentos à sua disposição para que a discussão sobre a dívida não se circunscreva a uma conferência com personalidades nacionais e estrangeiras no dia 16 de dezembro e uma discussão no plenário da Assembleia da República no dia 19 de dezembro.

De acordo com o porta-voz da conferência de líderes, o deputado do PSD Duarte Pacheco, foi a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, quem levou à reunião a discussão sobre a concretização da deliberação aprovada no dia 23 de outubro pelo parlamento, uma proposta do PS para o desencadeamento de "um processo parlamentar de audição pública para avaliação do impacto da dívida pública e das soluções para o problema do endividamento".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.