Líderes da NATO hoje a amanhã em Lisboa


 

Lusa/AO On Line   Nacional   19 de Nov de 2010, 05:43

Os líderes da NATO reúnem-se em Lisboa hoje e no sábado para aprovar um novo conceito estratégico da aliança e um novo plano para começar o processo de transição no Afeganistão.

"Estou confiante de que esta será uma das cimeiras mais importantes da história da NATO", disse esta semana o secretário-geral da Aliança, Anders Fogh Rasmussen.

Mais de 40 chefes de Estado e de Governo - incluindo os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da Rússia, Dmitri Medvedev - a que se somam 70 ministros dos Negócios Estrangeiros e Defesa e os responsáveis máximos das Nações Unidas e da União Europeia participam na cimeira da NATO em Lisboa.

A aprovação do novo conceito estratégico que deverá sair da cimeira visa adaptar a aliança aos desafios do século XXI, como terrorismo ou ataques cibernéticos.

O novo documento irá substituir o conceito estratégico de 1999, aprovado dois anos antes dos ataques de 11 de setembro, que vieram redefinir o conceito de ameaça.

Sobre o Afeganistão, espera-se que os dirigentes reunidos em Lisboa possam aprovar um plano para começar o processo de transição e transferir responsabilidades para o governo de Cabul no início de 2011, com o objetivo de que este assuma um papel central em 2014.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, lidera a delegação do seu país a uma reunião dos países participantes na Força Internacional de Segurança e Assistência (ISAF).

Na cimeira, cuja cobertura está a ser feita por cerca de 2400 jornalistas, é esperado também um acordo sobre o escudo anti-míssil para a Europa.

No sábado, a reunião NATO/Rússia marcará o "descongelamento" das relações entre os dois blocos.

A cimeira decorre rodeada de um dos mais importantes dispositivos de segurança alguma vez montados em Portugal, envolvendo mais de 10 000 efetivos de várias forças de segurança e de proteção civil.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.