Líder do PSD/Açores apela à união do partido para uma vitória nas eleições legislativas

Líder do PSD/Açores apela à união do partido para uma vitória nas eleições legislativas

 

LUSA/AO Online   Regional   16 de Mai de 2015, 14:18

O líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, apelou hoje à união dos militantes do partido nas próximas eleições legislativas, depois de ter sido confirmada a decisão de apresentar Berta Cabral como cabeça de lista pelo círculo dos Açores.

"Neste momento, a decisão está consolidada. Eu espero naturalmente que o partido todo esteja unido à volta desta decisão, porque também é importante que refira que nós temos confiança de que podemos obter um excelente resultado nas eleições legislativas nacionais", frisou. Duarte Freitas falava, em declarações aos jornalistas, na Praia da Vitória, no final de uma reunião do Conselho Regional do PSD/Açores, que demorou cerca de cinco horas e meia, terminando já de madrugada. O ex-líder do PSD/Açores e atual deputado à Assembleia da República, Mota Amaral, manifestou a sua disponibilidade em voltar a concorrer às eleições legislativas, mas a Comissão Política do PSD/Açores optou por renovar a lista, escolhendo como cabeça de lista a ex-presidente do PSD e atual secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, Berta Cabral. A decisão foi confirmada hoje pelo Conselho Regional, que aprovou os "critérios" da Comissão Política, com 30 votos a favor, uma abstenção e um voto contra. Duarte Freitas considerou que "nunca houve uma união tão grande num Conselho Regional", acrescentando que nunca um processo de escolha da lista às eleições legislativas foi "tão democrático e tão transparente". "As coisas discutem-se nos órgãos próprios, nos ambientes próprios, com a liberdade de toda a gente falar e com a expressão democrática que é o voto secreto", sublinhou. Nesse sentido, mostrou-se confiante de que os militantes se vão unir e de que o partido pode "ter um excelente resultado e ganhar as eleições nacionais". "Se não puxarmos todos para o mesmo lado, o resultado menos bom que possa daí advir terá que ser naturalmente imputado àqueles que não estiveram solidários com o partido", alertou. O líder do PSD/Açores disse que a lista apresentada representa "o compromisso de renovação e mudança", salientando que os candidatos serão "deputados dedicados exclusivamente aos Açores e aos açorianos". "A política tem de ser encarada com seriedade. Escolhemos os melhores para defender e representar os Açores. Não nos guiamos por estratégias e interesses partidários nacionais de fação ou de poder. Os nossos candidatos serão deputados a 100% com a cabeça nos Açores e não em cargos governativos", frisou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.