Líder de "gang das vacas" nega autoria de crimes

Carregando o video...

 

Luís Pedro Silva   Regional   6 de Nov de 2012, 15:16

Empresário de 44 anos acusado de 76 crimes pelo Ministério Público negou o envolvimento na maioria dos casos

“Não fiz”. Foi esta a resposta mais vezes proferida pelo empresário de 44 anos, acusado pelo Ministério Público de 76 crimes, que começou ontem a ser julgado no tribunal da Ribeira Grande.

O arguido está referenciado por liderar um grupo de pessoas que procuravam coagir os proprietários de terrenos agrícolas a venderem propriedades por preço nunca superior a metade do seu real valor.

Para conseguir levar os proprietários a aceitarem as propostas o principal arguido, segundo o Ministério Público, destruía máquinas de ordenhas, ervas dos terrenos, furtava comida dos animais e ameaças os proprietários dos terrenos a venderem as propriedades.

O empresário foi acusado de 26 crimes de dano, 24 crimes de furto, seis crimes de ofensas à integridade física, quatro crimes de extorsão,   três crimes de sequestro, três crimes de coação, três crimes de desobediência, dois crimes de ameaças, dois crimes de introdução em lugar vedado, um crime de atentado à segurança de transporte rodoviário, um crime de falsas declarações e um crime de posse de arma proibida.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.